Fale Conosco pelo WhatsApp
(11) 3719-0993
(11) 93007-0596
Pesquisa Avançada
Shinigami Records




Shinigami Records > CDS > John Diva & The Rockets of Love - Mama Said Rock is Dead
John Diva & The Rockets of Love - Mama Said Rock is Dead

  R$ 35,00
    

Compartilhe
Compartilhe o produto

Características
Qtde Desejada:
Valor Unitario: 35,00
Valor Total (R$):
Calcule o Frete e o Prazo de Entrega
Digite seu CEP:  
 

DESCRIÇÃO

FORMA DE PAGAMENTO

COMENTÁRIOS

Gênero: Hard Rock 
 
SOBRE O ÁLBUM: 
Houve uma época em que os sonhos e a realidade se fundiam sem fazer o ridículo ou sem gerar rancor. Uma época em que as calças de um homem podiam ser tão apertadas quanto os seus vocais bem agudos, quando os cabelos dele eram tão longos e malucos quanto eram as suas noitadas. Após o aparecimento de bandas extraordinárias como Van Halen, Bon Jovi, Whitesnake, Ratt, Cinderella e Mötley Crüe, houve um declínio lento e constante em tais sonhos, tais realidades. Mas felizmente John Diva entra em cena para não deixar o rock ?n? roll morrer de uma vez. A história de John está recheada de sonhos, mas ele precisou pagar um preço bem alto para chegar ao estrelato. De entregador de pizzas a exterminador de pragas, não há nada que John não tenha feito para juntar dinheiro para pagar algumas horas de ensaio em salas completamente sujas e nojentas, sem esquecer as várias doses de Bourbon necessárias para fazer dessas sessões uma verdadeira festa porque você não pode cantar e viver esses sonhos sem ao menos tentar representa-los adequadamente. E enquanto ele cozinhava salsichas alemãs e tortas salgadas de batata, a mente criativa de John estava ocupada criando algumas das maiores melodias e refrães do Hard Rock dos anos 80. 
Mas tudo começou em San Diego, Califórnia. Do lado errado do estado, mas com o tipo certo de criação se o rock ?n? roll fosse a sua praia. O pai de John, um músico de banda itinerante que percorria o circuito de cassinos dos EUA, saiu de casa quando John tinha só três anos, aparecendo esporadicamente toda vez que a sua banda tocava na cidade, mas nunca tendo um papel significativo em sua vida. Tudo ficou sob a responsabilidade de Mama Diva, tanto a alimentação do estômago como a alimentação do cérebro. "Ela [Mama Diva] era uma fã, uma groupie, ela ia nos clubes e sempre havia festas em casa. E ela se certificava de nunca me deixar por fora ou de me fazer sentir excluído", conta John. "Mas um dia ela chegou em casa gritando e chorando. Eu não conseguia entender, por que esta mulher está tão chateada? Ela olhou para mim e disse: ?Jonny, eu odeio fazer isto, eu odeio falar isto, mas o rock ?n? roll está morto?. Isso partiu o meu coração, ver minha mãe tão triste e esse foi o dia em que John Diva sabia que ele devia ressurgir como uma fênix das cinzas de tristeza da minha mãe para trazer de volta o verdadeiro rock ?n? roll que ela já tinha experimentado"
John Diva sabia que duas coisas formariam os pilares da sua carreira. Primeiro, e mais importante, John sempre saberia como viver uma vida sofisticada e em velocidade, como um James Bond do Rock ?n? Roll, um homem que conhece as arestas de uma festa, mas também sabe como tratar uma dama. Seu outro mantra era simples, é tudo sobre amor. Sempre. Amor, amor, amor. 
"Eu fiz o ensino médio em San Diego e conheci pessoas maravilhosas que repetidamente me lembraram que o amor era o único caminho", explica John. "De fato, quando conheci o JJ Love que tinha acabado de chegar de Tijuana e mal sabia falar inglês, eu sabia que o amor sempre conquista tudo. JJ sempre me lembrou o Chefe Bromdem do filme Um Estranho no Ninho. Ninguém podia tocá-lo, ele lutaria feito louco... e ele foi quem me apresentou o Scorpions! Seu pai trabalhava na VW na Cidade de México e, pelo que me lembro, Klaus e Rudolph visitaram a fábrica durante uma turnê e seu pai implorou por uma fita para seu filho e Klaus, por sorte, tinha uma cópia de Lovedrive nas calças. Eu e JJ ouvimos muitas vezes essa fita e, na verdade, a última vez que vi meu pai, eu estava ouvindo aquela fita. Ele veio ao meu quarto e começou a gritar comigo sobre eu ser um vagabundo desperdiçando minha vida ouvindo aquela música e que acabaria me dando um sotaque alemão que não me levaria a nada na vida. É por isso que, até hoje, sempre uso um pouco de sotaque alemão apenas para mostrar para meu pai que ele estava errado"
Diva e Love entraram na escola com a ideia clara de formar uma banda, mas não tiveram a coragem de dar aquele passo adiante e pegar o touro pelos chifres, porém, John descobriu que ele era muito bom escrevendo músicas. E enquanto trilhava o seu caminho nos vários empregos, ele ia armazenando estas músicas. O último foi na cozinha de um restaurante no centro de São Diego. E foi neste trabalho que John teve a oportunidade que ele tanto ansiava. Em 1986, Diva se viu fazendo uma refeição para o então polêmico líder de Mötley Crüe, Vince Neil. Aproveitando o momento, John entregou pessoalmente a comida e começou a cantarolar (sem ser convidado, claro) a melodia de uma música que ele estava escrevendo. Neil ficou impressionado, tanto que ele imediatamente disse a John para entrar em contato com sua agência e fazer um acordo para vender a música naquele dia! Essa música se tornaria ?Girls Girls Girls? e essa refeição foi a chave para a primeira grande mudança na vida de Diva já que Neil o convidou pessoalmente para enviar mais músicas. 
A notícia espalhou-se rapidamente pela comunidade roqueira e as composições de Diva começaram a ser requeridas por grandes nomes do Hard Rock como Bon Jovi e Aerosmith. Até mesmo Axl Rose ficou empolgado quando ouviu algumas ideias para uma música chamada ?November Rain?. O sonho estava apenas começando e Diva começaria a desfrutar do prazer da energia feminina em relacionamentos não-monogâmicos e bem acelerados. Foi uma vida perfeita vivida da maneira perfeita. Existiam a fama, o reconhecimento, mas também o anonimato quando John ia no banco para retirar 50 mil dólares em dinheiro para passar o fim de semana. E o melhor de tudo foi que ele conseguiu comprar a casa em Boca Raton, Florida, para sua mãe e finalmente agradecer os seus "ensinamentos sobre rock ?n? roll". 
Mas então o cenário musical mudou de repente. Primeiro veio o grunge. Depois o Coldplay. Em seguida, o Radiohead e toda uma nova geração de música e cultura alternativa. Mas Diva estava comprometido em defender o verdadeiro Rock ?n? Roll e nos momentos mais difíceis, olhava as fotos da sua mãe e de Klaus Meine para se inspirar e lembrar que nunca deveria desistir de acreditar no Rock ?n? Roll. Felizmente, havia alguns guerreiros ainda lutando arduamente nas duras trincheiras e Diva fez um pacto de composição com Jon Bon Jovi, que renderia a inspiração por trás de hits como ?Keep The Faith?. 
Mas mesmo bandas como Bon Jovi e o poderoso Aerosmith não podiam mais lutar contra a maré e foram perdendo espaço para as gangues alternativas. Pedidos de composição começaram a diminuir e até mesmo o Scorpions não conseguia emplacar outro hit nos Estados Unidos. Como as contas não paravam de chegar, John se sentou com JJ para refletir sobre o futuro com a companhia de uma garrafa de Bourbon. Aí veio uma má notícia. Em agosto de 2008, o John recebeu uma ligação dizendo que a casa de sua mãe em Boca Raton estava em liquidação e quando ele a ouviu chorar, soube que precisava dar o seguinte passo ao estrelato. Para isso, Diva reuniu um grupo de guerreiros com a sua mesma mentalidade e que poderia exibir com orgulho em cada maldito clube, bar e local para pregar o bom e velho rock ?n? roll. 
JJ era obviamente seu copiloto e Snake Rocket era um velho amigo que conheceu no rio Mississippi quando Diva fora picado por uma cobra e foi Rocket que sugou o veneno. Para Diva, Rocket vinha ao resgate novamente. Remi Martin, um fashionista e narcisista, deixou uma incrível impressão de "amor próprio" após passar 12 horas seguidas se olhando no espelho numa das festas feitas por Diva. Stingray Jr era um ex piloto de acrobacias que quebrou todos os ossos do corpo antes de concluir que tocar bateria seria um modo de vida mais seguro. Ele e Diva se conheceram através de Gene Simmons (Kiss) em uma festa em Hollywood vários anos antes e tornaram-se amigos desde então. E assim THE ROCKETS OF LOVE nasceu em janeiro de 2009! 
Logo Diva percebeu que não era fácil conseguir shows nos Estados Unidos e por isso tomou a decisão de passar mais tempo na nação que seu pai mais temia, Alemanha, e no continente onde o Rock ?n? Roll continuava vivo e forte, a velha Europa. Ele sabia que estava correndo um grande risco. Mas não importava, graças à venda da sua casa, a casa da sua mãe estava segura e seu apetite pelo Rock ?n? Roll estava mais vivo do que nunca graças aos novos e grandes desafios. 
Avancemos então para 2018 (porque não temos tempo para listar todas as conquistas, os shows esgotados, os prêmios e, claro, as mulheres) John Diva está agora estabelecido em toda a Europa como uma das grandes bandas de Rock ?n? Roll da era moderna com o seu caleidoscópio de cores vibrantes e suas apresentações ao vivo. 
Álbuns de estúdio? 
Bem, verdade seja dita, isso provou ser um ponto fraco na carreira de Diva pois nunca houve um produto final em que ele pudesse colocar seu nome com orgulho. Há um álbum de John Diva por aí, mas boa sorte em tentar encontra-lo. 
Mas finalmente John Diva está pronto para mostrar seus talentos em um trabalho de estúdio com JOHN DIVA & THE ROCKETS OF LOVE. "Mama Said Rock Is Dead" é um álbum onde encontraremos os momentos loucos dos primeiros anos se encontrando com a energia de outras noites malucas que ainda estão por vir. Este álbum é nada mais nem nada menos que um credo, uma oração e uma homenagem a todos aqueles que abriram caminho para o JOHN DIVA & THE ROCKETS OF LOVE. É uma despedida em grande estilo para todos os gênios do gênero - para Lemmy, Bon Scott e até para David Bowie, Janis Joplin e Jimi Hendrix -, é uma declaração tipo: Obrigado, meus ídolos, a partir de agora podem deixar comigo! 
Gravado nos Gizmo 7 Studios (Málaga, Espanha) e nos Principal Studios and Kids Room (Munster, Alemanha), o álbum foi produzido por Michael Voss (Michael Schenker, Mad Max, Tony Carey). As doze faixas do álbum evocam os felizes e grandiosos dias de lendas como Cinderella, Bon Jovi, Kiss e Whitesnake, abençoados com um pouco do AC/DC e Mötley Crüe, algo inevitável se lembramos que Diva contribuiu, e muito, com essas bandas. Mas ele guardou o melhor de si para estas doze músicas. 
Há muito para contar sobre cada uma das músicas mas não queremos desvendar os segredos do que está destinado a ser um dos maiores álbuns de rock já criado. "Minha jornada é certamente uma viagem lendária, [...] um passeio que eu quero que o ouvinte desfrute sem muitas explicações. É um passeio para aqueles que viveram, amaram e ainda vivem e ainda amam. [...] Este é o meu presente para os fãs e minha maneira de compartilhar toda a sorte, fortuna e emoção que eu desfruto todos os dias. Minha vida agora pode ser sua fantasia e poucas coisas me dão maior prazer", diz Diva humildemente. 
"Mama Said Rock is Dead"  é uma homenagem digna, honesta e muito bem trabalhada de todo aquele Hard Rock oitentista que você nunca pensou ouvir novamente. Uma obra-prima que não pode ser ignorada. 
TRACK LIST

1. Whiplash
2. Lolita
3. Rock ?N? Roll Heaven
4. Wild Wild Life
5. Blinded
6. Dance Dirty
7. Just A Night Away
8. Fire Eyes
9. Get It On
10. Toxic
11. Long Legs In Leggins
12. Rocket Of Love 
Visita à banda em: https://johndiva.com/

 



Cadastre-se. Receba novidades, ofertas e cupons.
INSTITUCIONAL
Home  | Quem Somos  | Frete e Devoluções  | Tabela de Preços |
 
Shinigami Records
CNPJ: 02.502.919/0001-09
CAIXA POSTAL, 60191 - - SÃO PAULO - SP
Cep:05.323-970
11-37190993
 11-930070596

AJUDA E SUPORTE
Contato
Atendimento On-Line
Minha Conta
Desenvolvido por Lojas Virtuais BR